Dezembro Laranja: Onde há sol, deve haver proteção.

A exposição excessiva ao sol é a principal causa do câncer de pele.

Buscando disseminar a importância do tema e promover o autocuidado, a Honcord, no dia 14/12, realizou aos colaboradores uma palestra com o especialista Dr. Flávio Cavarsan, em que foram apresentados definição e tipos de câncer de pele, suas consequências, tratamentos e, o mais importante, suas formas de prevenção.

O Dr. Flávio Cavarsan coordena o departamento de Oncologia Cutânea da Honcord e realiza consultas e procedimentos em nosso Centro de Oncologia. (Acesse o currículo completo)


Mas o que é Câncer de Pele?

Maior órgão do corpo humano, a pele tem a função de revestir e proteger o organismo de agressões, como desidratação, vírus, bactérias e danos causados por fatores ambientais.

O câncer de pele surge quando as células que compõem o órgão, crescem desordenadamente, isso acontece principalmente devido ao efeito cumulativo causado por longas exposições ao sol, quando os raios solares ultravioleta A e ultravioleta B danificam a barreira protetora do órgão.

O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 185 mil novos casos.

A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele.


Mais comum em pessoas com mais de 40 anos, o câncer de pele é raro em crianças e negros, com exceção daqueles já portadores de doenças cutâneas. Porém, com a constante exposição de jovens aos raios solares, a média de idade dos pacientes vem diminuindo.


Pessoas de pele clara, sensíveis à ação dos raios solares, com história pessoal ou familiar deste câncer, ou com doenças cutâneas prévias são as mais atingidas.


O câncer de pele não melanoma apresenta tumores de diferentes tipos. Os mais frequentes são o carcinoma basocelular (o mais comum e também o menos agressivo) e o carcinoma epidermoide, eles representam cerca de 177 mil novos casos da doença por ano.


O mais raro e também o mais letal, é o tipo melanoma, o mais agressivo câncer de pele com cerca de 8,4 mil casos novos por ano no Brasil.

Saiba como se prevenir do Câncer de Pele:




14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo